Gamelets

Hoje em dia existem várias plataformas, umas orientadas para dispositivos móveis com ecrãs tácteis, outras para desktop usando teclado e rato, e até para a TV, mas o que todas têm em comum, é a possibilidade de visualizar páginas Web.

Por isso mesmo, e por forma a tornar os jogos realmente multiplataforma, foi assumido desenvolver os mesmos usando tecnologias standard Web como HTML, CSS e Javascript.

Modos de acesso ao jogo

Os jogos gerados, apesar de poderem ser vistos como jogos “stand-alone”, na realidade só podem ser jogados dentro de um Container.

O Container tem a possibilidade de disponibilizar os jogos em modo online, onde pode abrir o Gamelet numa webview (ou web browser) passando como argumento o ID do Gamelet específico, ou em modo offline onde as configurações do jogo são encapsuladas no próprio “package”.

Modo online

Para iniciar o jogo, o Container necessita de passar a seguinte query-string para o próprio Gamelet:

[URI_PATH]/index.html?session_token=<TOKEN>&gamelet_id=<GAMELET_ID>

onde “TOKEN” é o token obtido pela autenticação do Container (usando a API GameCore) e o “GAMELET_ID” é o ID específico de determinado jogo (ou Gamelet).

A grande vantagem deste modo é que o Container apenas precisa de guardar localmente a estrutura genérica para o tipo de Gamelet, e depois pode carregar qualquer “GAMELET_ID” disponível no Container.

Como desvantagem, precisa sempre de uma ligação à Internet para conseguir descarregar o Gamelet referente ao “GAMELET_ID”.

Modo offline

O Container tem a possibilidade de disponibilizar um Gamelet totalmente em modo offline. A grande vantagem deste modo é que permite disponibilizar jogos totalmente em modo offline. Como desvantagem, podemos apontar que se o jogo for jogado em modo totalmente offline não é possível atualizar os seus dados para o GameCore.